Criando laços.

Meus queridos, que saudade! Minhas sinceras desculpas pela ausência, prometo compensá-la com bastante café! Vamos pegando as xícaras…

Eu tenho que confessar uma coisa, nunca fui uma pessoa de muitos laços e vínculos, apesar de eu adorar tudo o que isso inclui. Ultimamente tenho notado uma melhora nesse meu lado, e acho que não fui somente eu quem mudou. Vou explicar.

A minha geração, os X ou Y que eu nunca sei exatamente qual é, é a geração do desapego. Aquela gente desligada, que só faz folia, quer casinhos de uma noite e amizades intensas porém rápidas. Com exceções, lógico. Mas tem algumas coisas mudando no nosso reino. Estamos todos amadurecendo ou desenvolvendo a necessidade de criar laços.

Criar laços é uma coisa fantástica, é aquele vínculo maravilhoso que todo mundo morre de medo, porque é entrega, é dedicação, é se importar, é falar que gosta, que não gosta, ligar e mandar mensagem, ser grudinho. COM QUALQUER PESSOA.

mãos dadas

Eu sempre fugi dos laços. Com algumas exceções, de pessoas que sempre foram laços na minha vida, as outras que quiseram ser eu não deixava. Porque eu tinha medo. Até uns dois anos atrás quando criei coragem pra abrir espaço na minha vida e pedir espaço pro meu irmão mais velho (pra quem não sabe, eu tenho 4 irmãos por parte de pai) pra fazer parte da vida dele. E a minha surpresa foi um sim enorme e um novo laço. E não só com ele, mas uma nova oportunidade com toda a família do meu pai e os amigos do meu irmão, que são meus amigos agora também.

As oportunidades que criamos nos possibilitam tudo ao nosso redor, basta só a gente saber direcionar o que queremos. Os novos laços, os laços antigos, nos auxiliam na nossa vida, fazem tudo parecer mais leve, dividem a vida e os sorrisos, as experiências e principalmente, trazem mais alegrias pra nossa vida.

Lógico que criar laços não é tão fácil quanto parece. Sempre precisa de outra, ou outras pessoas. Precisa de reciprocidade também. Precisa de entrega, confiança e dedicação. Mas vale tanto a pena, que o esforço é mínimo diante de tanta coisa boa que vem em retorno.

Vamos nos abrir e nos deixar criar laços! Certo?

Nos vemos logo logo, pra mais café! Um beijo enorme!

morticia2

Anúncios

Autor: Lu Bilhalva

Sou a Luiza e, assim como o café, gosto quando as coisas são fortes, intensas e quentes. Gremista não fanática, gaúcha, estudante de Psicologia, feminista e virginiana, além de adorar um papo, não nego um café e um chimarrão. Sou viciada em seriados, livros e filmes. Senti a necessidade de devanear nesse blog pra dividir um pouquinho da minha bagunça interna com o mundo. Dentro de um mesmo corpo há espaço para várias versões de mim mesma.

2 comentários em “Criando laços.”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s