Evoluindo

Olá meus queridos!

Finalmente é hora de mais um papinho no café, e depois de um inicio de semana agitado em função do Oscar e suas polêmicas de racismo, sexismo, a comunidade LGBT, vítimas de estupro e o Leonardo DiCaprio ganhando seu merecido prêmio, resolvi “lembrá-los” que semana que vem temos o dia da mulher, e o que pode ser melhor do que falar sobre:

A EVOLUÇÃO DA MULHER NA SOCIEDADE.

evoluçãomulher

Não é de hoje que falamos sobre esse assunto, né? E a mulherada vem cada mais e mais brigando e lutando por seus direitos igualitários e o devido reconhecimento de ser boa em qualquer área da vida, mas principalmente os profissionais.

Ontem tive uma conversa muito profunda e argumentativa com um grande amigo, e adorei como ele colocou que a mulher foi se inserindo na sociedade por evolução da raça, por assim dizer. Inclusive fez um comparativo com os macaquinhos e como eles viviam, e quando a fêmea precisou evoluir para saírem do lugar. Logicamente que a comparação com os macacos não tem a ver somente com a mulher, mas com todos nós.

Eis que fiquei pensando, realmente a mulher começou a se inserir em outros campos que não fossem cuidar de casa, filhos e maridos, quando a necessidade bateu a porta. No caso de morte dos familiares, começou a cultivar a terra e a cuidar da fazenda, por necessidade. Ou em caso de guerra, que os homens estavam lutando e eram precisos proventos, logo as mulheres saíam de suas casas para trabalhar e garantir o sustento próprio e da casa.

Não quero dizer que a mulher se inseriu somente por necessidade, teve muita vontade também, muita e muita luta para se conseguirem direitos básicos, como educação, direito ao voto, liberdade de escolha, entre outros. O assunto hoje é só a evolução.

É impossível dizermos que não houve evolução, tanto na sociedade que virou aceita e adepta da mulher, quanto da mulher, que evoluiu ao sentir vontade de ser mais. Ser mais que uma dona de casa, ser mais que mãe, ela evoluiu quando decidiu que era feliz daquele jeitinho simples, mas sabia que podia fazer mais. Que poderia escrever, ou ser radialista, atriz, vendedora, que poderia dirigir carros, porque sentia a evolução da independência batendo dentro dela.

Vamos celebrar a evolução da mulher, vamos celebrar a sociedade que evoluiu junto com a mulher, com os homens que também evoluíram. Temos muito a fazer ainda, e sem dúvida muito para evoluir e conquistar. Mas hoje vamos parar e pensar em quanto evoluímos, desde nossos ancestrais, até hoje, e nossas próximas gerações.

As mulheres tem uma força incrível, muito já foi conquistado e muito mais ainda por vir. Não vou celebrar o dia da mulher como sendo uma dádiva ser mulher, porque é difícil, vou celebrar por ter garra para lutar pelo que é certo e pela evolução, que continua batendo dentro de cada uma de nós.

Viva as mulheres! Fortes, independentes e em processo contínuo de evolução!

Um beijo grande e boa semana amores!! byespice

Anúncios

Autor: Lu Bilhalva

Sou a Luiza e, assim como o café, gosto quando as coisas são fortes, intensas e quentes. Gremista não fanática, gaúcha, estudante de Psicologia, feminista e virginiana, além de adorar um papo, não nego um café e um chimarrão. Sou viciada em seriados, livros e filmes. Senti a necessidade de devanear nesse blog pra dividir um pouquinho da minha bagunça interna com o mundo. Dentro de um mesmo corpo há espaço para várias versões de mim mesma.

Um comentário em “Evoluindo”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s